Postagens

Imagem
Aqui estou eu de novo, jogando palavras no universo, como se alguém realmente acompanhasse. Mas isso me ajuda, então vamos lá. Pensa numa pessoa que não consegue parar de chorar, eu não sirvo. Na frente do boy eu fui firme, fiz o máximo pra não chorar (e até consegui) mas no momento que eu entrei no carro, desabei completamente. Decidi ir atrás dele, já que ele não quis me encontrar de forma alguma, e de certa forma acredito que eu não qria que ele me atendesse, pq no fundo não qria colocar um ponto final na nossa breve história. Ma ele resolveu me encontrar, e dizer que eu realmente podia desistir dele e jogar fora todo o sentimento que guardo no meu coração. Porque ainda nos envolvemos com as pessoas, porque ainda amamos? Mas é preciso esquecer isso e tentar começar de novo, com foco em outras coisas. Ao mesmo tempo q qro seguir, também qro voltar lá e abraça-ló pra nunca mais soltar. Eu tenho consciência do qnto errei, mas não posso mais tentar com ele, tenho que pegar tudo que apr…
Imagem
Ahhhhhh booom dia, nota-se uma melhora de sexta pra cá neh, ahahahah.
Se você está achando que é porque o boy que eu amo está comigo, está muito enganado. Nesse aspecto continuamos na estaca zero, e muito sinceramente acho que não vamos progredir em nada. Minha terapeuta adorou a ideia de eu escrever aqui pra desabafar, mesmo que ninguém esteja lendo, e eu também gostei disso. Mas porque hoje eu estou feliz ?! Porque estou começando a aceitar que não será possível eu viver este grande amor, mas isso não me deixa feliz, mas começar a entender e me libertar disso, está me fazendo bem. Esse final de semana foi pesado, recebi uma foto dele com umas das pessoas que eu menos gosto na Terra, chorei tanto, mais tanto. Ainda mais levanto em conta que ele pega a irmã dela. Nosso meu mundo simplesmente desabou, conversei muito com alguns amigos, chorei muito, e sai pra tomar umas Skol Beats. Foi ótimo espairecer e sair de casa um pouco, mas quando eu achei que nada mais poderia acontecer, a tal…
Que dia esse o de hoje, viu. Tenho prova da matéria que tomei pau na faculdade, e pergunta se eu estudei, claro que não. Só consigo pensar que as chances que já eram minimas de reconquistar o grande amor da minha vida, agora são menores ainda. Passei o dia chorando, não consigo pensar em mais nada. Pela primeira fez passarei meu aniversário sem ele por perto, pela primeira vez o mês de Abril não será feliz como os outros. Pra você que está lendo e não me conhece, eu faço aniversário dia 13, faria 6 anos de namoro, e sempre amei esse mês mais do que tudo, porém nem comemorar mais eu não quero. Dos meus quase 23 anos, tive a presença dele por 18 anos. Confesso, não dei valor ao que tínhamos e o perdi, na minha imaturidade, acreditei que "curtir" a vida era a coisa certa a fazer, e por um momento me preencheu, me ocupou, mas agora meu coração está em pedacinhos, pois quem quer curtir agora é ELE. Eu nunca estive nessa situação, nunca senti o que estou sentindo, e muito menos se…
Imagem
Bom dia meus queridos! Como prometido, segue a entrevista feita com o professor Jeffrey Collin, para O Globo.



“Tenho 47 anos e nasci em Newcastle, no norte da Inglaterra, bem próximo da fronteira com a Escócia. Minha formação é de cientista político mas trabalho com saúde pública há 15 anos, desde que participei de um projeto para a Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre aspectos econômicos do controle do tabagismo” 

Conte algo que não sei.
ADVERTISEMENT O mercado brasileiro é um dos maiores focos para todas as fabricantes de bebidas alcoólicas do mundo. O motivo principal é o aumento do consumo entre as mulheres. Viram nessa população uma oportunidade incrível. Foi o caso da volta da Miller ao país, mirando o público feminino. Em termos de saúde pública, é muito preocupante. Essas companhias atacam os mercados da mesma forma que a industria do tabaco fez e ainda faz.

Quem converte ao tabagismo vende qualquer coisa?
Na década de 1920 vendia-se a ideia de que o cigarro tornava as mulheres …
Imagem
Bom dia queridos leitores! Hoje trouxe pra vocês um post sobre fast food, essa reportagem foi publicada em "A Gazeta", e um dos cientistas da reportagem é Jeffrey Collin, diretor da unidade de políticas de saúde globais de Edimburgo, ele esteve no Brasil para falar em um painel da Aliança de controle ao Tabagismo.

"É o que sempre digo. Enquanto não houver conscientização de que alimentos lixos são tão viciantes quanto aos drogas (comprovados por estudos inclusive), e que causam mais mortes do que as drogas (porque são liberados e achamos radicalismo a simples verdade de que provocando doenças e viciando, nada mais são do que DROGAS), não venceremos a batalha da saúde! •
Álcool é droga, disso sabemos. Mas podemos degustar na exceção? Sim, da mesma forma que deveríamos fazer com os alimentos lixo, deixar para a exceção! Mas só conseguiremos a partir do momento em que verdades sejam expostas e pessoas saiam do comodismo, do ignorância cômoda, e se tornem mais resp…
Imagem
Para começar bem o ano, trouxe pra vocês hoje uma reflexão, espero que esse novo ano seja melhor que esse, que acaba de se encerrar. Comecemos com o pé direito, tirando das nossas vidas toda essa energia negativa. 

"Essas pessoas tóxicas acabam, de alguma forma, nos envenenando. Direta ou indiretamente, acabamos agindo por influência delas, seja com atitudes ou omissões. São pessoas nocivas, intoxicando nosso comportamento e nos levando a agir e a tomar decisões que, em outras circunstâncias poderiam ser completamente diferentes.
São tóxicas, porque conseguem despertar o que há de pior dentro de nós, não apenas no sentido de maldade ou crueldade, mas no sentido de perdermos a identidade, a autonomia, a energia, a iniciativa e o poder de decisão. Ficamos estagnados, hipnotizados, paralisados. São verdadeiros vampiros, sem Luz própria, que consomem nossa energia vital, que exploram e manipulam pessoas de acordo com os seus interesses e vivem às custas da energia dos outr…
Imagem
Porque não beber refrigerante ! 

Olá queridos leitores, como vocês estão? Bem eu espero. Um dos maiores problemas da dieta (pelo menos pra mim) é ficar longe da bendita Coca-Cola